Plano de negócios para pet shop: como usar o capital de giro

plano de negócios pet shop

Plano de negócios para pet shop: como usar o capital de giro

Seja para empresários mais experientes ou para quem está ainda fazendo o plano de negócios para pet shop, capital de giro é um assunto que, tanto o conceito quanto a prática, sempre geram dúvidas entre os empreendedores.

Neste artigo, vamos esclarecer as principais dúvidas e usar exemplos práticos do mercado pet para deixar tudo claro e didático. Esperamos que com isso você consiga deixar o seu plano de negócio incrível!

Plano de negócios para pet shop

O que é e porque o capital de giro é tão importante?

O conceito de capital de giro envolve os recursos financeiros para financiar as operações e dar continuidade ao negócio, ou seja, é o recurso utilizado para sustentar as operações do dia a dia da empresa.

Trata-se dos recursos relacionados a todas as contas financeiras, fixas ou não, necessárias para movimentar o cotidiano da empresa.

Custos fixos e variáveis: por que controlá-los é tão importante para o pet shop?

Ou seja: capital de giro é o dinheiro disponível para que o empresário pague suas contas e compras para manter a pet shop aberta.

É o dinheiro em caixa para o atendimento das necessidades imediatas. Necessidades de curto prazo.

Um bom exemplo de uso, é utilizar o capital de giro para renovar o estoque realizando pagamentos à vista para conseguir desconto.

E também pagar boletos/contas em dia com o intuito de evitar juros.

Na prática e sem enrolação

Vamos supor que você faça uma determinada compra de mercadorias, como ração por exemplo, e após coloca a venda em sua loja.

A forma de pagamento combinada com o fornecedor dessa compra foi feita em uma entrada e o resto em 30 dias.

Os clientes entram em sua loja e compram as rações, porém, eles pagam no cartão de crédito, outros pagam em cheque pré datado, alguns pedem pra fazer fiado e o restante pagam a vista em dinheiro.

Alguns dias se passam, você continua vendendo as rações, até que o final do mês chega e você precisa pagar as contas da sua pet, como luz, água, entre outras…

Aí que vem o X da questão: o dinheiro que você investiu comprando as rações ainda não voltou totalmente, pois vendas em cartão de crédito e cheques demoram cerca de 30 dias para entrar na sua conta, e além disso você ainda não vendeu todas as rações que comprou.

O que acontece?

Você não tem dinheiro para pagar suas contas. Você não tem dinheiro em caixa, ou seja, você está sem capital de giro.

O grande problema

Muitas empresas chegam a falência, não por que não vendem ou não possuem clientes, mas por que acabam ficando sem capital de giro para pagar suas contas por uma questão de gerenciamento.

Plano de negócios para pet shop

Como o capital de giro pode ser usado?

Entre as possibilidades de uso do capital de giro estão:

  • Manter e reforçar o estoque dos produtos;
  • Compra de equipamentos mais modernos;
  • Renovação do estoque de vacinas;
  • Pagamento de impostos;
  • Pagamentos de salários;
  • Investimentos em comunicação;
  • Pagamento de servidores de serviços, fornecedores, contas de água, luz, telefone, aluguel e outros gastos.

Quais cuidados tomar?

O primeiro cuidado que tanto empreendedores iniciantes, quanto aqueles que estão há mais tempo no mercado devem ter é a formação adequada de um capital de giro ideal para que o negócio possa funcionar sem ter problemas financeiros.

Com o planejamento com bases realistas, é possível determinar os gastos para o negócio e separar os valores que possam cobrir os custos pelo maior tempo possível.

É recomendado que este tempo gire em torno do necessário para o próximo ano, sendo renovado conforme o negócio cresça.

O empreendedor deve ter o cuidado de separar uma parte da receita para recompor o capital de giro. Estabelça prazos para repor o montante inicial.

Mesmo separando o capital, ainda sim podem ocorrer eventualidades que abalem o capital e giro ou que ele não seja suficiente para manter a operação. Nessas situações, é importante repensar o negócio, as abordagens e refazer cálculos antes que o capital acabe.

Nesse momento, se faz necessário estabelecer metas mais ousadas e aperfeiçoar a estratégia para reverter o quadro.

Vale ressaltar que os produtos em estoque também funcionam como capital de giro, e aumentar o giro, vendendo mais, pode ser uma alternativa viável para a boa saúde financeira da pet shop.

Plano de negócios para pets: por que ter e como fazer?

Definindo o capital de giro

O primeiro passo é saber exatamente o valor que você precisa para manter seu negócio aberto.

Comece pelos custos fixos: luz, água, salários e pró-labore, telefone, internet, contador, aluguel, condomínio, agência de publicidade, seguro, IPTU e sindicatos.

Vamos supor que esses valores somam R$10.000,00.

Agora os custos variáveis: faça uma média dos impostos pagos ao longo de pelo menos 6 meses (DARF, Simples, Guia de Arrecadação FGTS, GPS) e também de quanto você costuma comprar em produtos por mês.

Considere pelo menos um período de  6 meses também.

Vamos supor que esses valores somam R$20.000,00.

Então, somando fixos e variáveis temos R$30.000,00.

A boa notícia que é não precisamos de fórmulas mágicas e já chegamos no nosso valor de capital de giro.

Agora você precisa colocar em uma conta de banco o valor de R$30.000,00 (conta de banco empresarial e não misturado com a sua conta pessoal, por favor) para que você consiga pagar todas as suas contas e manter seu negócio aberto.

Explicando em um exemplo bem extremo, se você não vender nada e não tiver nenhum cliente por um mês inteiro, você consegue pagar suas contas e deixar seu negócio aberto por mais um tempo.

Próximo passo

Para quem está começando, esse número de capital de giro pode parecer assustador e também pode ser que esse número seja até a meta de vendas da pet, mas com o passar do tempo esse dinheiro vai se tornar natural.

Minha sugestão é deixar em uma conta de banco separada esse dinheiro do capital de giro

No final do mês quando for realizar os fechamentos, separar todo o dinheiro que exceder desses trinta mil reais e colocar em uma outra conta estilo poupança, para não deixar o dinheiro parado.

E claro, conforme o montante extra for crescendo deve-se procurar outras formas de fazer o dinheiro render mais rápido, como CBD ou LCA e LCI.

Plano de negócios para pet shop
Plano de negócios para pet shop

Manutenção

Lembrando que pelo menos uma vez ao ano, deve ser recalculado o valor de capital de giro. Esse deve acompanhar o crescimento da pet e não é fixo para sempre!

Estou sem capital de giro, e agora?

Nem sempre o negócio oferece grandes lucros e muitas vezes o faturamento não acompanha os gastos da empresa.

Ao decorrer do ano pode acontecer que você realize uma compras de produtos maiores do que o planejado, eventuais demissões, contratações de funcionários ou até mesmo alguma reforma ou manutenção na estrutura física da pet.

Caso você fique sem capital de giro para cobrir os custos indico alguns passos (seguidos por ordem de risco menor para o maior):

  • Analisar se possui clientes devendo dinheiro para você e se sim, realizar uma cobrança com mais ênfase.
  • Renegociar dívidas. Abrir o jogo com fornecedores que possui uma relação mais amigável e pedir para postergar as datas de alguns boletos.
  • Baixar dinheiro de alguma aplicação.
  • Parcelamento do salário dos funcionários. Em épocas de crise, o verdadeiro empreendedor abre o jogo com seus funcionários. É melhor receber 30% do salário em outro momento do que perder o emprego por que a pet decretou falência.
  • Solicitar o adiantamento dos pagamentos do cartão de crédito. Atenção para a porcentagem que o cartão irá comer.
  • Recorrer a empréstimo.

Essas duas últimas sugestões devem ser feitas com muita cautela, somente pegando os valores necessários.

Tenha controle do capital de giro

As dicas apresentadas não são uma fórmula mágica, mas o caminho para o sucesso. E também servem para quem está fazendo o plano de negócios para pet shop.

Eu sei que fazer todos esses cálculos e manter o gerenciamento do financeiro é uma tarefa difícil, mas reforço mais uma vez que, todas essas atividades devem ser exercidas  pelo empresário.  

Caso você não esteja conseguindo tempo para fazer esse gerenciamento, delegue mais atividades, peça ajuda, veja o que você está fazendo hoje em dia que lhe toma muito tempo e se você tem como automatizar.

Lembrando que a tecnologia está aí e é para auxiliar.

Então, caso o computador ainda seja um bicho de sete cabeças para você, procure fazer cursos para perder o medo, também pode aprender a usar planilhas de excel ou até mesmo sistemas específicos para pet shops.

Como escolher o melhor software para você?

Gostou do artigo ou ficou alguma dúvida? Escreva pelos comentários para que possamos ajudá-lo na sua estratégia de gestão.

Abraços e boa gestão no seu controle do capital de giro e no seu plano de negócios para pet shop.

guia de sucesso pet shop

 

No votes yet.
Please wait...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *