Marketing Veterinário: a mudança da marca de uma empresa

Marketing veterinário, veja como funciona na prática

Hoje o nosso conteúdo é um pouco diferente, e você já vai entender o porque. Iremos te contar um história de como o marketing veterinário ajudou uma clínica a se reposicionar no mercado.

Conheça a Pegadas Pet Shop e Veterinária

A empresa localizada no Rio de Janeiro foi inaugurada em Fevereiro de 2008 e categorizada como pequena empresa.

Ela oferecia aos consumidores venda de produtos para animais como rações, medicamentos, acessórios para animais de companhia, prestação de serviços, como: veterinários através de consultório como vacinas, curativos, exames laboratoriais; e banho e tosa, ou seja serviços de estética animal.

Em junho de 2017, 9 anos depois,  a empresa obteve o pior faturamento bruto mensal de sua história. O fato chamou a atenção dos gestores que confirmaram a hipótese após analise do sistema financeiro do último ano.

E nesse momento o macro ambiente brasileiro demostrava fortes indícios de uma crise econômica grave. Como são variáveis incontroláveis, decidiu-se analisar o mercado de atuação concomitantemente com o micro ambiente empresarial.

Naturalmente, motivados pela franco crescimento do mercado pet, muitos empreendedores desenvolveram negócios no setor, ao redor do Pegadas.

Em um mercado extremamente competitivo, a tendência é a diminuição do lucro das empresa que não possuírem um magnífico diferencial.

Com isso, analisando a empresa, foi constatado um problema gerencial, a falha na comunicação e posicionamento da marca para o seu público-alvo.

Mas, como isso funciona na prática?

fachada pet shop

A fachada da loja trazia apenas o nome da marca e se Localiza em um espaço de passagem constante de transeuntes.

Entretanto, os possíveis clientes não sabiam que era uma Veterinária e/ou Pet Shop, apenas quando chegavam perto da fachada ou por intermédio de indicações de amigos.

Portanto, realizei uma pesquisa com os seguintes objetivos:

  • Definir a Jornada do Cliente
  • Como os clientes chegam até a loja?
  • Que meios utilizam para conhecer a empresa?
  • Quando percebem a necessidade de consumo ?

E um objetivo secundário:

  • Desenvolver o Mapa de Empatia – O que o cliente fala, escuta e sugere a empresa.

Para chegar ao resultado utilizei a seguinte metodologia:

Através do sistema percebi que 57% cadastrados tinham entrado na empresa por causa da fachada, 39% por indicação e 4% pela internet.

O próximo passo foi realizar 40 entrevistas pessoalmente com os clientes que entravam na loja.

Para isso, utilizamos o seguinte formulário:

Através deste estudo, se tornou ainda mais claro a importância da comunicação com os consumidores, e se mostrou essencial para os objetivos do modelo de negócio vigente.

Ao colocar o usuário no centro do universo da marca, extraí informações relevantes e escolhi mudar a marca Pegadas.

Pensando em otimizar as estratégicas teóricas do conceito de branding, decidi construir do zero uma nova marca.

Acreditando que a mudança contribui gradativamente em soluções práticas de posicionamento ao publico-alvo da empresa.

Pautado por teorias e dados valiosos, iniciei o projeto da nova marca, nomeada: PETeco Espaço Veterinário.

A composição gráfica da marca, slogan está contido nesse artigo. A primeira etapa do planejamento, com a nova fachada:

O que esperamos agora…

Estima-se gerenciar a nova marca com novas pesquisas mensurando algumas variáveis como: análises financeiras (antes e depois da mudança), percepção dos usuários no decorrer da evolução do plano de marketing.

Estou à disposição para eventuais dúvidas. Muito obrigado e vamos juntos!

Para obter contato com o consultor Marcus, basta clicar aqui.

Rating: 5.0/5. From 2 votes.
Please wait...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *