Como ter um controle financeiro incrível na minha pet shop?

financeiro-controle-pet-shop

O controle financeiro de uma pet shop possui um grau de complexidade acima da média, se comparado a outros mercados.

E é fundamental, para se obter sucesso nesse segmento, ter absoluto controle das principais técnicas financeiras.

O objetivo desse conteúdo é exatamente esse: mostrar passo-a-passo cada indicador e métrica que deve ser controlado para ter total domínio das finanças do seu negócio.

E aí, está preparado para ter um controle financeiro incrível na sua pet shop?

Esse post faz parte de um série de conteúdos, no qual iremos abordar a metodologia FERVA, que são os cinco pilares fundamentais para uma pet shop ter sucesso, são eles:

Financeiro, Estoque, Relacionamento, Vendas e Administrativo.

O mercado pet é composto por um mix de varejo com prestações de serviços, com características muito distintas (estética, veterinária, hotelaria, creche, etc).

Portanto, o controle financeiro de cada um desses pilares possui características específicas, o que torna esse mercado tão único e especial.

Sem maiores delongas, vamos ao trabalho!

Abaixo vamos abordar um passo-a-passo, com exercícios e dicas de como funciona cada controle financeiro necessário para ter domínio sobre o seu negócio pet.

Controle financeiro de gastos

Vamos começar pelo fundamento mais básico, que é ter o controle de todos os gastos da sua empresa.

O que compreende os gastos? Qualquer centavo de real que sair do seu caixa ou conta bancária. Tudo deve ser contabilizado.

Nessa etapa, é importante registrar: qual o fornecedor, valor, vencimento, forma de pagamento, se já foi pago ou não, taxa de juros e multas por atraso e se for o caso, em até quanto tempo pode-se atrasar o pagamento.

Você pode registrar isso em uma planilha, caso não tenha um sistema de gestão.

Ter esse controle vai permitir que você saiba o custo mensal da sua pet shop.

Podendo analisar as despesas totais por fornecedor e por forma de pagamento.

Além de saber os pagamentos que estão em aberto ou que foram pagos atrasados, contabilizando os juros por atraso de contas.

Lembretes

Como a vida de todo empreendedor pet é muito corrida, precisamos utilizar meios que facilitem as atividades de gestão.

Para isso, recomendo que, para todas as contas à vencer, seja cadastrado um lembrete na sua agenda, no dia do vencimento, ou utilize uma ferramenta que dê avisos automaticamente.

Pode parecer bobagem, mas grande parte dos gestores pet, gastam uma quantia significativa de juros e multas por pagar boletos atrasados.

Planos de contas

Os planos de contas são uma forma de categorizar cada um de seus gastos. Eles normalmente são separados em itens sintéticos e analíticos.

O sintéticos são grupos gerais, como por exemplo: despesas com fornecedor.

Já os analíticos, são subitens de um sintético, por exemplo: mercadorias loja ou equipamentos.

Desta forma, ao categorizar os seus gastos em um plano de contas, você consegue visualizar o quanto e com o que você despende mensalmente em cada item.

Permitindo que seja feita uma análise comparativa mês a mês ou ano a ano.

Assim, é possível ter uma visão detalhada de quais gastos estão aumentando ou diminuindo, e rapidamente identificar furos nas despesas da sua empresa.

Despesas fixas e despesas variáveis

Os planos de contas são categorizados entre fixo ou variável.

O fixo significa que seus gastos não sofrem alteração conforme o volume de vendas aumenta, por exemplo: aluguel, salário, etc.

Já o custo variável aumenta proporcionalmente com as vendas, por exemplo: comissões, impostos, etc.

Ter o controle dos custos fixos e variáveis são necessários para gerenciar outros pontos importantes que vamos explicar nos próximos tópicos.

Rateio de contas por Centro de Custos

Centro de custos são os pilares individuais do seu negócio.

Em uma pet shop podemos ter: veterinária, estética, pet shop, farmácia, hotel, hospital, creche, etc.

Essa grande variedade de centro de custos, podem gerar um cenário onde o lucro de um pilar seja positivo, enquanto de outro seja negativo.

E como podemos ter esse controle? Realizando o rateio de gastos por centro de custos.

Ao cadastrar uma despesa, você deve informar a qual centro de custos ela pertence.

E caso ela pertença a mais de um centro de custos, você deve informar o percentual de rateio para cada centro de custos.

Vamos exemplificar, no caso de uma conta de luz de R$ 1.000,00, você deve informar que 50% é consumido pela Estética e os outros 50% pela Veterinária.

Gerando uma despesa de R$ 500 para cada um dos dois centros de custos.

Realizando o rateio de todas as despesas, ao final de cada mês você saberá exatamente qual o gasto de cada centro de custos da sua pet shop.

Faturamento

O faturamento é todo valor financeiro recebido pela sua pet shop. Esse é outro ponto de extrema importância a ser controlado.Faturamento em pet shop

Faturamento por Centro de Custos

Identificar tudo que é vendido por cada centro de custos, vai permitir que você saiba o percentual de faturamento que cada pilar representa no seu negócio.

Mas, ainda mais relevante que isso, é saber qual centro de custos dá mais lucro para o seu negócio, certo?

Caso você tenha o controle dos gastos e faturamento por centro de custos, você consegue visualizar qual das áreas da sua pet shop está gerando melhores resultados.

Assim como, quais áreas estão gerando os piores resultados.

Com essa informação em mãos, você pode tomar decisões estratégicas, como aumentar os investimentos em uma área e, até mesmo, descontinuar um dos centro de custos da sua pet shop.

Faturamento por tipo de produto

Você pode trabalhar com diferentes tipos de produtos na sua pet shop, como:

  • Rações, medicamentos, acessórios, brinquedos, higiene e etc.

Saber o quanto você fatura por cada uma dessas categorias, pode ajudar na decisão de no que investir mais.

E, até mesmo, quais dessas dar mais destaque nas prateleiras.

Para ter esse controle é necessário registrar todos os itens que são vendidos na sua loja, com os valores e descontos.

Faturamento por serviços e planos

Da mesma forma que ocorre com os tipos de produtos, é muito importante saber qual percentual do seu faturamento corresponde a cada serviço que você oferece na sua pet shop.

Muitas pet shops utilizam a estratégia de oferecer planos de serviços (pacotes ou clubinhos, como muitos chamam).

Brevemente, a  ideia é vender de forma pré-paga um serviço que será executado semanalmente, quinzenalmente ou mensalmente.

Essa é uma ótima estratégia de fidelizar o cliente, além de gerar uma receita previsível para o seu negócio e antecipar faturamento.

Portanto, é de suma importância controlar qual o percentual de faturamento que cada plano de serviços representa para o seu negócio.

Capital de giro

Capital de giro, nada mais é do que o valor que você possui em caixa, seja em dinheiro físico ou na sua conta corrente.

A falta de capital de giro ocorre com frequência em pet shops

Dentre os motivos que ocasionam esse problema podemos destacar:

  • Trabalhar com muitas linhas de produtos e grande variedade de mercadorias;
  • Realizar compras dos fornecedores em grandes quantidades para adquirir preços mais competitivos;
  • Possuir muitas mercadorias paradas no estoque;
  • Não ter disponível produtos que os seus clientes costumam comprar;
  • Realizar muitas vendas à prazo ou no crediário; e
  • Pagamentos aos fornecedores com pouco prazo ou à vista;

Essa série de fatores implicam na falta de capital de giro, que é muito importante para manter a saúde financeira do seu negócio.

O que NÃO fazer quando faltar capital de giro

Falta de capital de giro pode falir a sua pet shop

Dentre os muitos tipos de gastos, existem aqueles que exigem pagamentos à vista e implicam em altas taxas de juros e multas por atraso.

Isso faz com que o empreendedor pet tome decisões precipitadas, como pagar grandes valores com juros e multas por atrasar pagamentos.

E no desespero acabam entrando em um ciclo vicioso de empréstimos bancários e/ou antecipações das faturas de cartão de crédito, por exemplo.

Nesse momento, é muito importante colocar no papel o quanto vai custar cada uma dessas operações.

E criar uma plano de ação para manter o capital de giro da sua empresa saudável.

Sugerimos fazer diversas ações promocionais com os clientes para incentivar o pagamento que gere capital de giro no curto prazo.

E em alguns casos, é mais vantajoso atrasar um pagamento do que solicitar empréstimos ou antecipações de cartão de crédito.

Portanto, faça as contas e tome as atitudes necessárias para ter um capital de giro suficiente para manter o seu negócio.

Antes de qualquer empréstimo ou antecipações no cartão, ligue para seus fornecedores, negocie prazos e fale com seu gerente do banco.

Enfim, coloque na ponta do lápis quais opções valem mais a pena.

A falta de capital de giro não significa que o seu negócio não é lucrativo

Você pode ter um negócio muito lucrativo, mas que possui prazos de recebimentos maiores que os de pagamentos.

Isso cria a falsa impressão de que você está tendo prejuízo.

Lembre-se que os empréstimos e antecipações de cartão vão diminuir a sua margem de lucro, podendo levar um negócio rentável à falência.

Não é a toa que os bancos acumulam cada vez mais lucros…

Caixa e PDV

Uma pet shop com o mínimo de organização, deve ter um ponto de venda (PDV).

Que nada mais é que um caixa, onde seus clientes vão para realizar o pagamento das compras de produtos e serviços.

O caixa de um estabelecimento deve ser levado a sério e, de preferência, ter um colaborador responsável por todas transações financeira ali realizadas.

Esse colaborador deve registrar absolutamente tudo que entra e sai do caixa, como:

  • As vendas, as formas de pagamento, os suprimentos, as sangrias e as despesas pagas com o dinheiro do caixa.

Pode ocorrer com frequência que o troco seja dado errado (para mais ou para menos), que o valor digitado na máquina de cartão seja errado e etc.

Enfim, muitos erros humanos podem ocorrer, outras vezes podem haver até furtos por parte de colaboradores e/ou clientes.

Como realizar o controle do meu Caixa?

Só há uma forma de realizar esse controle, que é registrando cada transação que entra ou sai do caixa.

Você pode fazer isso através de uma planilha financeira ou através de uma ferramenta de gestão.

E quando se tem o controle de todas operações, ao final de cada dia, é necessário fazer um fechamento de caixa.

Que é quando você compara com o seu sistema ou planilha, todos os valores e comprovantes do caixa com o que foi lançado.

Caso hajam divergências entre os valores, é possível fazer uma auditoria e identificar onde ocorreram os furos e responsabilizar os envolvidos.

Vendas por forma de pagamento

As formas de pagamento são as diferentes maneiras de receber do seu cliente.

Cada uma delas, gera impactos distintos nas finanças do seu negócio.

Taxas e prazos de recebimento

Apesar da grande facilidade que o cartão de crédito gera aos clientes, ele possui uma taxa de desconto que pode variar entre 2% e 7% e o prazo para recebimento desse valor, sem antecipação, é normalmente de 30 dias.

Recebimentos como dinheiro, depósito ou transferência bancária, não possuem taxas e o valor fica disponível no mesmo dia.

Enquanto que as taxas no cartão de débito variam entre 1% a 2,5%.

Já no boleto, costuma ter um valor fixo que varia de R$ 2,00 à R$ 5,00.

Em ambas as formas o valor fica disponível em 1 dia útil.

Cenário de exemplo

Vamos montar um cenário de exemplo, então para uma pet shop que fatura 20 mil reais por mês:

Supondo que 100% das vendas são realizadas no cartão de crédito, com uma taxa média de 5%.

Dos 20 mil reais, mil reais seria descontado em taxas. Restando apenas 19 mil.

Além disso, os valores só seriam disponibilizados 30 dias após o pagamento.

Portanto, há grandes possibilidades de faltar capital de giro no seu negócio para pagar as contas do mês.

Forçando o empreendedor a solicitar antecipação de valores com o banco e pagar taxas bem maiores.

Taxas de antecipação do cartão de crédito

As taxas de antecipação podem ser um grande perigo para a saúde financeira do seu negócio.

Elas costumam variar de 3.5% à 7% ao mês.

Ou seja, se você realiza vendas parceladas pelo cartão de crédito, o desconto será uma fatia muito representativa do seu negócio.

Somando esses percentuais de descontos e antecipações, é possível que chegue a um valor superior ao lucro que você tem.

Ou seja, você pode estar pagando para trabalhar.

Enfim, dependendo do seu cenário, capital de giro, percentual de vendas no cartão e etc, pode ser muito interessante oferecer bons benefícios para motivar o seu cliente a pagar em dinheiro, boleto, depósito ou cartão de débito.

Crediário e venda fiado

As vendas no crediário, mais conhecidas como fiado, se tratam de uma estratégia de negócio.

Que podem ser bem aproveitadas, levando os consumidores a comprar mais do que comprariam se tivessem que pagar à vista.

E, de certa forma, fidelizando os clientes por oferecer essa relação de confiança.

Pontos negativos no uso de Crediário
  • Em um negócio que costuma exigir bastante capital de giro, pode ser uma estratégia ruim postergar os recebimentos dos seus clientes.
  • Você vai precisar gerenciar a inadimplência dos clientes, isso pode gerar um trabalho enorme, além de um grande desgaste na relação de vocês.
  • Para gerenciar todos os crediários, você vai precisar de organização para lembrar cada vencimento e lembrar os seus clientes sobre os pagamentos pendentes.
  • Se o seu cliente somente acaba comprando na sua pet shop por ter a opção de pagar no crediário, talvez seja o momento de criar novas estratégias para fidelizar seus clientes.

Apesar disso, muitos negócios gerenciam muito bem os crediários e conseguem tirar excelentes proveitos dessa estratégia.

Cabe a você analisar se vale a pena utilizar ou não na sua pet shop.

E se for usar, que seja com regras bem definidas e fazendo a gestão ideal.

Como definir os preços dos produtos e serviços em uma pet shop?

Se você chegou até aqui, é porque está realmente empenhado em profissionalizar o controle financeiro do seu negócio.

Agora que as coisas começam a ficar interessantes.

Boa parte do mercado define o preço de venda de seus produtos e serviços baseado somente na concorrência.

Claro que considerar o valor da concorrência é de suma importância.

Mas, saber o preço de venda ideal para cobrir as suas despesas e sobrar lucro para o seu negócio é mais interessante, não acha?

Margem de contribuição

No início desse post comentamos sobre as despesas fixas e despesas variáveis.

A margem de contribuição é o percentual do valor de venda, de um produto ou serviço, que irá custear o pagamento das despesas fixas do seu negócio.

Se eu definir que a margem de contribuição das rações será de 20% sob o valor da venda.

Temos, por exemplo: em uma ração com preço de venda de 100 reais, 20% (R$ 20) será utilizado para pagar as despesas fixas.

Mas como calcular o percentual da margem de contribuição ideal?

Podemos fazer esse cálculo da seguinte forma:

  • Somar todas as despesas fixas da sua empresa no último ano;
  • Somar o faturamento da empresa no último ano;
  • Identificar qual o percentual das despesas fixas sob o faturamento, através do cálculo, por exemplo:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Margem de Contribuição

Obs.: caso você esteja abrindo uma pet shop nova e não tenha esses números para calcular, será necessário fazer estimativas de quais serão todas as suas despesas e qual faturamento esperado.

No cálculo realizado foi considerando uma margem de contribuição igual para todo o negócio.

Como calcular a margem de contribuição por centro de custos?

Em uma pet shop, o ideal é que você faça esse cálculo para cada centro de custos e/ou tipo de produto e serviço.

Para isso, você deve inserir na fórmula o faturamento por centro de custos e as despesas fixas por centro de custos.

É bem comum que a margem de contribuição tenha grande variação para cada centro de custos.

A margem de contribuição é de suma importância para definição dos preços de venda dos produtos e serviços que vamos apresentar à seguir.

Como definir o preço de venda dos meus produtos?

Para definição do preço de venda de um produto precisamos das seguintes variáveis:

  • Custo da mercadoria;
  • Margem de contribuição;
  • Percentual com despesas variáveis; e
  • Percentual de lucro desejado;

Cenário de exemplo

  • O custo da mercadoria é o valor que você paga por unidade do seu fornecedor, aqui você já deve embutir o valor do frete e qualquer outro gastos relacionado a entrega da mercadoria. Nesse exemplo o custo será de R$ 30,00;
  • A margem de contribuição está explicada no tópico anterior. Aqui vamos utilizar 20%;
  • O percentual com despesas variáveis deve ser calculado, por exemplo: considerando que o imposto pago na venda do produto seja de 10%; que a comissão dos vendedores seja de 5%; e que a média de taxas de cartão seja de 3%. Chegamos a um total de 18% com despesas variáveis;
  • E, por fim, chegamos ao melhor de todos, o LUCRO! Qual percentual de lucro você deseja ganhar na venda de cada produto? Nesse exemplo vamos utilizar 15%.

Sendo assim, temos as seguintes variáveis:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Margem de Contribuição 2

Isso significa que 53% do preço de venda é a soma do MC + DV + L.

Os outros 47% do preço de venda (100% – 53%) é o preço de custo da mercadoria (R$ 30).

Logo, montamos uma regra de 3 para chegar ao preço de venda:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Preço de Venda Produto

Desse preço de venda de R$ 63,83, temos o valor de cada item:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Preço de Venda Produto 2

Com todos esses valores detalhados, você tem muita informação sobre o seu negócio.

Sabe exatamente a sua margem de lucro, até quanto pode dar de desconto, o quanto um aumento de preço do fornecedor vai impactar nos seus custos.

E muito mais…

Agora sim, com todo esse cálculo em mãos, você deve analisar os preços dos concorrentes e tomar decisões estratégicas.

Podendo reduzir o seu lucro em alguns produtos, a fim de trazer a clientela, enquanto aumenta de outros para compensar.

Como definir o preço de venda dos meus serviços?

A definição do preço de venda dos serviços é muito semelhante a de produtos. O que muda é que as despesas fixas costumam ser maiores.

Afinal, envolvem investimentos em equipamentos, veículos de busca e entrega e mais profissionais envolvidos.

Assim como, as despesas variáveis, pois os serviços costumam ter maior taxa de impostos e as comissões são mais agressivas.

Caso você tenha feito o dever de casa e realizou o rateio corretamente de todas as despesas, a base do cálculo é a mesma.

Diferenciando somente, que o custo da mercadoria será o custo dos insumos utilizados para execução.

Cenário de exemplo

No caso da definição do preço de um banho e tosa.

Supomos que os gastos com insumos seja de R$ 5 (shampoo, perfume, laço, etc).

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Preço de Venda Serviço

Somando a MC + DV + L = 35% + 30% + 25% = 90%.

Isso significa dizer que 90% do preço de venda é a soma do MC + DV + L.

Os outros 10% do preço de venda (100% – 90%) é o preço de custo dos insumos (R$ 5).

Logo chegamos a regra de 3 para calcular o preço de venda do serviço:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Preço de Venda Serviço 2

Desse preço de venda de R$ 50,00, temos o valor de cada item:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Preço de Venda Serviço 3

Análise do preço dos serviços da concorrência

Ao analisar o preço de venda dos serviços da concorrência, você deve identificar que muitos cobram um valor bem abaixo do seu.

Isso ocorre pelo fato de haverem muitos banho e tosas informais, que utilizam produtos de baixa qualidade e, muitas vezes, não pagam impostos.

Ou, em que muitas vezes, não possuem noção deste cálculo e simplesmente buscam cobrar mais barato que os concorrentes.

Muitas vezes, estão tendo prejuízo ao invés de obter lucro.

Nesse momento, é importante definir se você deseja entrar em uma disputa por preços, a fim de atrair os clientes e lucrar na venda de produtos.

Ou ter um preço justo (superior aos concorrentes) e se posicionar no mercado como um serviço diferenciado.

Demonstrando que você utiliza insumos e profissionais de alta qualidade e que é uma empresa séria que cumpre com todas as suas obrigações.

A minha recomendação é de sempre que possível atuar com boas margens de lucro.

Desta forma, o seu negócio terá fôlego para realizar investimentos, pagar bem seus funcionários e oferecer serviços de qualidade ao consumidor, além é claro, de gerar lucro no final.

O que é markup e como definir para os meus produtos e serviços

O cálculo para chegar ao preço de venda dos produtos e serviços é bem trabalhoso, você não achou?

O markup veio para nos ajudar, ele é um índice que facilita no cálculo do preço de venda de produtos e serviços.

É bem simples de ser calculado e utilizado. Veja a fórmula a seguir:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Markup

No exemplo que demos no cálculo do preço de venda de produtos, seria assim:

Custo da mercadoria: 47% = R$ 30.

Portanto:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Markup 2

Veja como é fácil chegar no preço de venda agora. É só você multiplicar o custo da mercadoria pelo markup:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Preço Venda Markup

O mesmo preço de venda que chegamos no tópico anterior. Incrível né?

Agora é só você descobrir o markup ideal para cada centro de custos do seu negócio e aplicar essa conta para chegar ao preço de venda dos produtos.

Obs.: no caso dos serviços é só substituir o custo da mercadoria pelo custo dos insumos.

Ponto de equilíbrio

O ponto de equilíbrio (PE) de um negócio é o valor que precisa ser faturado para cobrir o custo das mercadorias vendidas, as despesas variáveis e as despesas fixas.

Quando atingimos o ponto de equilíbrio (PE) não temos lucro e nem prejuízo.

Ou seja, é o valor mínimo que precisa ser vendido para não ter prejuízo no negócio.

Como faço para calcular o meu PE?

O PE deve ser calculado para cada centro de custos da sua pet shop.

A fórmula para o cálculo é:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Ponto de Equilíbrio

Vamos supor que eu queira calcular o PE do meu centro de custos Farmácia, na minha pet shop:

  • Minhas despesas fixas mensais na Farmácia são R$ 3.500,00
  • E a minha margem de contribuição é de 30%.

Logo:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Ponto de Equilíbrio 2

Ou seja, a minha Farmácia precisa faturar no mínimo R$ 11.666,66 para não ter prejuízo.

O PE pode ser utilizado em várias situações estratégicas, como definição de metas de vendas, lançamentos de novas linhas de produtos e identificar áreas do negócio que ainda não atingiram o mínimo para se manter.

Fluxo de Caixa

O fluxo de caixa é um extrato completo de tudo que entra e sai financeiramente do seu negócio.

Sabe quando você tira um extrato no banco para identificar cada movimento de crédito ou débito na sua conta?

O fluxo de caixa é exatamente isso, porém de toda a sua empresa.

Como controlar o meu Fluxo de Caixa?

Para ter a visão do seu fluxo de caixa, você deve realizar o registro de todas as despesas, conforme citado no início desse artigo, e o registro de todas as vendas.

O fluxo de caixa leva em consideração a data de vencimento das despesas e receitas, ou seja, quando efetivamente o valor vai entrar ou sair da sua conta ou caixa, assim como é feito no extrato bancário.

O ideal é você gerar visões de períodos do fluxo de caixa do seu negócio, podendo ser diários, semanais, quinzenais, mensais, trimestrais, semestrais e anuais.

E, até mesmo, períodos futuros (projetados).

Com o lançamento das despesas que serão pagas futuramente, você consegue visualizar o quanto vai precisar ter de capital de giro para cumprir com as suas obrigações.

Podendo se preparar previamente para situações complicadas e tendo tempo para analisar as melhores opções.

A visão de fluxo de caixa, portanto, demonstra qual será o saldo financeiro em determinado período.

Ou seja, se terá um saldo positivo ou negativo no período.

O fluxo de caixa vai me mostrar se meu negócio deu lucro em determinado período?

A resposta é NÃO!

Isso significa que cruzando tudo que a sua pet shop recebeu e tudo o que ela gastou em um período, resultou em um saldo positivo.

A visão de fluxo de caixa não serve para analisar lucro e rentabilidade de um negócio.

E sim, a saúde financeira e capital de giro, permitindo a tomada de decisões para:

  • Realizar novos investimentos;
  • Efetuar compras à vista ou em grandes quantidades para aproveitar descontos;
  • Prever a falta de capital de giro;
  • Criar ações promocionais com os clientes para antecipações de pagamentos;
  • Buscar recursos financeiros com o banco para cobrir falta de capital de giro;

Enfim, com o fluxo de caixa você não precisa mais tomar decisões baseadas no achismo.

Você tem previsibilidade para tomar decisões financeiras assertivas.

Qual o lucro líquido na minha pet shop?

Enfim, chegamos ao lucro.

Após todos esses ensinamentos, chegamos ao topo do gume. Como eu descubro o lucro da minha pet shop?

O lucro é o indicador que responde a seguinte pergunta: meu negócio está valendo a pena?

Ou seja, todo investimento e dedicação que estou empregando estão gerando algum retorno?

Para definição do lucro devemos definir um período, normalmente é anual, e usar a seguinte fórmula:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Lucro Líquido

Para saber o lucro em percentual é só usar a fórmula:

Controle Financeiro Pet Shop Fórmula Percentual de Lucro

Obs.: você pode, e deve, calcular o lucro líquido para cada centro de custos, basta puxar as informações de faturamento, custos e despesas rateadas por centro de custos.

E qual a margem de lucro ideal?

Segundo o SEBRAE, as micro e pequenas empresas de varejo tem um lucro médio esperado de 5% à 10%.

Já na prestação de serviços o lucro médio esperado é na faixa de 15% à 25%.

Conclusão

Chegamos ao final desse artigo, parabéns para você que leu até aqui!

O controle financeiro é a base para o crescimento e sucesso de um negócio. É através das finanças que você pode viabilizar que os outros pilares sejam bem estruturados.

Controlando todos os itens aqui apresentados, você assume o comando da sua pet shop.

Agindo como um estrategista de negócio, que toma decisões baseado em números e indicadores.

Apenas isso já irá te posicionar acima de 90% dos concorrentes que fazem a gestão baseado no instinto e de forma amadora.

Se você está nessa fase de profissionalização do seu negócio, buscando crescer e atingir sucesso, eu recomendo fortemente que você busque uma ferramenta de gestão pet profissional.

Afinal, qual empreendedor não sonha em ter uma pet shop incrível?

Experimente 7 dias grátis o Pet Shop Control

Rating: 5.0/5. From 1 vote.
Please wait...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *