Como escolher o ponto de vendas para sua pet shop

fachada-petshop

Para quem está abrindo seu negócio ou para quem está mudando de endereço, escolher o ponto de vendas para sua pet shop é uma grande tarefa.

O ponto de venda que você escolher vai falar muito sobre sua empresa. Seu perfil é uma pet shop em uma grande avenida, focada em venda de produtos e promoções na calçada? Ou sua loja fica em um bairro mais focado na comunidade, idealizando ter uma cartela de clientes fixos que serão seus vizinhos e farão os serviços veterinários com você?

A escolha do ponto de venda é uma das primeiras grandes escolhas que você irá tomar.  Neste artigo listamos uma série de dicas para ajudá-lo a tomar essa decisão com mais facilidade.

O ponto

Para você que ainda não tem uma pet shop e está escolhendo imóveis para alugar/comprar, a escolha do ponto é a primeira grande decisão.

Antes de escolher o ponto, indicamos realizar o estudo de público-alvo, ou seja, você sabe quem é o seu cliente?

Definindo seu cliente

Vamos supor que você seja jovem e deseja montar uma pet shop moderna, com agendamentos dos banhos pelo celular, um ambiente mais self-service mas você escolheu fazer isso em um bairro residêncial e conservador, consequentemente não combinando com o estilo de pessoas que moram lá.

Definir seu público-alvo é fundamental para saber para quem você irá vender e como você deverá montar sua loja.

Toda sua comunicação, as cores, o uniforme, as estratégias de venda, promoções e tudo mais deverá ser destinado a falar com o seu público-alvo.

Qual perfil de cliente você deseja ter?

Vamos citar aqui uma lista de variáveis para que você possa descrevê-las uma a uma com o intuito de clarificar suas ideias e colocá-las no papel:

Educação, classe social, idade, sexo, profissão, gostos pessoais, sensibilidade a preços dos serviços e produtos, quantidades esperadas de compras, personalidade, estilo de vida, valores morais.

Exemplo: meu cliente ideal.

Gostaria que nosso clientes fosse pessoas de 20 a 40 anos, pois é a faixa etária que eu estou e assim posso me comunicar da mesma forma com eles. Preferencialmente, classe B e C, pois não pretendo expor produtos chiques ou de alto custo em minha loja. Idealmente, mulheres pois sou mulher também, por isso conheço o requinte e carinho que minhas clientes virão buscar.

Intento a ter clientes de nível de escolaridade superior, pois gostaria de conquistá-los com conhecimento sobre os produtos e serviços oferecidos.

cliente ideal para a pet shop

Voltamos ao ponto de venda

Agora que temos o perfil de cliente que você deseja atender, a tarefa de escolher o ponto de venda para pet shop fica um pouco mais fácil.

Separamos em alguns itens os principais tipos de localidade que você pode escolher.

Se você quiser aprender mais sobre todos os pilares de gestão de uma pet shop, preparamos um material incrível.

Dentro de shoppings ou próximo

Geralmente pet shops em shoppings tendem a ter de carro chefe a venda de produtos. Como a circulação de pessoas é muito alta e as pessoas não ficam muito tempo dentro de shoppings, pode ser difícil conquistar uma cartela de clientes fixa.

Observação: ultimamente temos visto uma grande tendência de pet shops em shoppings realizando serviços. Isso nasceu justamente pela necessidade dos donos de passear em shoppings e não querer deixar seus pets em casa.

Não se preocupe pois a quantidade de pessoas que entrarão em sua loja superará a fidelização de clientes.

Observação[2]: deve-se apostar em promoções na vitrine e caso a pet shop decida por realizar serviços também, devem ser serviços rápidos e pontuais.

Perto de escolas

Grande parte das escolas se encontram em bairros residenciais, isso tende a gerar certa fidelização. A estratégia de abrir uma pet shop perto de uma escola é muito boa ideia para conquistar novos clientes, pois muitos pais buscam seus filhos a pé. Além disso toda comunidade escolar pode passar em frente ao seu negócio e ser atraído pela sua marca.

Grandes avenidas

Assim como nos shoppings, escolher o ponto de vendas para sua pet shop em grandes avenidas lhe dá uma grande circulação de pessoas e também boa visibilidade. Você deve apostar em promoções na vitrine e na loja, mas também sempre pensar em estratégias para fazer sua pet shop ser vista e fazer o cliente entrar.

Trabalhar com uma logomarca grande na fachada de cores fortes e boa iluminação é fundamental para chamar atenção do cliente.

Afastadas em bairros residenciais

Pet shops de bairro podem demorar um pouco até fazer grandes quantidades de venda. Mas assim que a empresa conquista o respeito e o seu lugar no bairro terá clientes fixos e fidelizados para sempre.

Uma grande qualidade que uma pet shop de bairro possui é o estacionamento, isso deve ser usado a seu favor. Apostar na qualidade do serviço também é uma grande pedida.

Áreas de negócio

Temos visto novas pet shops próximas a prédios comerciais. Ofereça atendimento rápido e grande diversidade de produtos, seja para todas as classes sociais.

Uma tendência que temos visto em grandes capitais é a pet shop oferecer também uma área com um café. Fazendo com que o cliente venha tomar seu café antes do trabalho ou depois do almoço e nisso já levar alguns produtos para seu pet.

Com concorrentes muito próximos.

Pode ser que seu ponto escolhido tenha alguns concorrentes próximos. Não tem problema nenhum nisso, mas você deve apostar em algum diferencial.

Realizar um bom estudo dos seus concorrentes é fundamental, saber qual é o ponto forte e diferencial deles. O mercado é muito grande e sempre há espaço para mais um, o segredo é escolher qual vai ser seu forte e investir nele.

A fachada agora da sua pet shop.

fachada da pet shop como escolher

Nesse ponto, já temos o perfil de cliente que você deseja ter e você já deve estar pensando onde você abrirá sua empresa.

Segundo nosso parceiro aqui no Pet Shop Control, William Weber, são os primeiros 10 passos ou 10 segundos que definem o que o seu cliente irá comprar.

William indica que devemos ter muito cuidado com a fachada da nossa loja. Pois durante esse pequeno período de tempo em que o cliente se aproxima de sua empresa, ele receberá uma quantidade de estímulos enorme sem ao menos perceber.

Seu cliente estará a caminho da sua empresa e notará que sua lona está rasgada. Por mais que ele possa não ter visto em primeiro plano, ele vai ver em segundo e isso ficará em sua mente de forma inconsciente.

O cérebro cria automaticamente estratégias que ressignificam essa experiência que o cliente terá em sua pet shop.

O cliente pensará, de forma inconsciente, que tem algum problema na sua empresa, seja falta de dinheiro, desorganização ou descuidado.

Talvez ele tropece em uma pedra que tava solta na calçada, resultando em entrar na sua loja sem o mesmo humor que estava antes.

São itens sutis, muitas vezes intangíveis, mas que alteram o comportamento do cliente.

Portanto:

Se a lona rasga um pedacinho, você tem que substituir.

Se a cor começa a desbotar, tem que pintar de novo.

Se na calçada tem algo pra arrumar, você deve arrumar.

Se as plantas ou árvores estão maltratadas você deve cuidar delas.

Dica: projetos de “adote uma praça” gera muita visibilidade para a pet shop 🙂

Qual sentimento você quer que o seu cliente tenha na sua loja?

Nas entradas dos parques da Disney é muito comum ver centenas de carrinhos de pipoca espalhados por tudo. Essa é uma estratégia que vem sendo usada a muitos anos para mudar a experiência do cliente.

A Disney acredita que o cheiro da pipoca nos remete a nossa infância e nos trás sentimentos bons. Fazendo com que você mude seu humor ao entrar no parque e sentir o odor dos carrinhos de pipoca.

Isso tudo faz parte da estratégia de negócios da Disney, ou você achou que a Disney faz seu lucro vendendo pipoca?

Agora pense você, qual sentimento você quer que o seu cliente tenha ao entrar na sua loja?

Você quer passar a ideia de limpeza? Que um dos principais valores da sua empresa é que é um ambiente limpo para cuidar dos animais? Pois então, providencie que cheiro de limpeza ou cheiro de perfume de cachorro pós banho sempre estejam na entrada da sua loja.

Quer passar um sentimento de preço baixo? Coloque gôndolas de produto em promoção na porta da loja.

Sentimento de requinte? Produtos chiques na vitrine e a primeira vista.

Se sua pet shop está em uma área de negócios, ou de um clima mais pesado, como perto de cemitérios ou algo assim, o que acha de colocar filhotes a venda bem na entrada da loja?

Todo mundo que passar por ali vai se derreter e quebrar esse humor pesado. Quem não gosta irá parar nem por um segundo para brincar com os filhotes? (Pode usar passarinhos, peixes coloridos e bonitos..)

Fazer com que o cliente tenha uma experiência boa não faz com que ele compre o produto por que ele simplesmente precisa do produto, e sim por que ele quer se lembrar dessa boa sensação.

Isso inverte todo o jogo.

Como está sua relação com seus clientes? Quer saber como você pode fideliza-los mais? Confira.

experiencia boa na pet shop

Está pronto para escolher o ponto de vendas para sua pet shop?

Conversamos sobre o seu cliente ideal, algumas características de lugares para você montar sua empresa, da importância de cuidar bem da fachada e também de além de vender produtos e serviços para seu cliente você deve fazer com que ele tenha uma experiência boa.

Se você está abrindo seu negócio agora já deve ter percebido que são muitos detalhes para cuidar. Esperamos que nosso artigo tenha lhe dado bons insights!

Qualquer dúvida é só mandar nos comentários que responderemos em breve.

Abraços e boa gestão ao escolher o ponto de vendas pet shop.

metrics do mercado pet

No votes yet.
Please wait...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *