fbpx

6 dicas para você parar de uma vez por todas de misturar as contas pessoais com as contas da empresa!

6 dicas para você parar de uma vez por todas de misturar as contas pessoais com as contas da empresa!

Você tem seu próprio negócio? Então sabe a importância de separar as despesas pessoais das contas da empresa, não é mesmo?

Entretanto, mesmo que muitos empreendedores saibam desta necessidade, ainda existem os que não sabem como fazer esta divisão. E, com isso, podem iniciar uma verdadeira confusão nas finanças do negócio.

Nesse sentido, vamos explicar neste conteúdo como realizar a separação correta dos gastos pessoais e das contas da empresa de maneira assertiva. Continue a leitura!

Por que você deve separar as contas da empresa dos gastos pessoais?

Quando falamos sobre separar as contas da empresa das pessoais, a expressão “cada um no seu quadrado” é a que melhor se encaixa. Isso porque, o ideal é que realmente você organize esta divisão em planilhas, ferramentas e softwares separados.

Ao utilizar o dinheiro da pet shop para pagamento de contas pessoais, você compromete muito a lucratividade da empresa. Pois, para começar, não conseguirá acompanhar corretamente quanto foi o rendimento das atividades em determinado período, por exemplo.

Assim, você não saberá também o correto custo mensal dos seus negócios. Isso porque, esta conta envolve, por exemplo, o seu salário. E se você está utilizando o dinheiro do caixa para cobrir outros gastos, significa que seu salário não equivale ao que você presume e ao que está registrado.

E os problemas não param por aí! O Jornal Contábil compartilhou uma lista dos principais efeitos negativos em não realizar esta divisão das contas da empresa e das pessoais corretamente. São eles:

  • Perda do controle das finanças dos negócios;
  • Mais chances de erros nas tomadas de decisão referentes à rentabilidade;
  • Falta de visibilidade clara dos gastos;
  • Problemas com a Receita Federal e autoridades;
  • Comprometimento da capacidade de planejamento.

Então, agora você já sabe por que não deve unir estes custos. Para completar, vamos aprender como fazer esta separação correta e parar de misturar as contas da empresa com os custos pessoais.

6 dicas para você parar de uma vez por todas de misturar as contas pessoais com as contas da empresa!
Separar as contas da empresa das pessoais ajuda a evitar uma prática muito comum, por exemplo, de usar o cartão corporativo para outros fins.

Pare de misturar as contas com estas 6 dicas!

Recentemente, trouxemos aqui um conteúdo importante sobre contabilidade para pet shop. Nele, lembramos que a gestão financeira da empresa precisa ser executada com máxima atenção, para que prejuízos não afetem a saúde do negócio.

Um dos fatores que você precisa focar é na separação das contas da empresa das pessoais. Pois, como lembrado também pelo Jornal Contábil, este é um “péssimo negócio”.

Vale lembrar que você pode retirar dinheiro corretamente da empresa, dentro da lei e sem afetar a saúde das finanças, por três fontes: Pró-Labore, Lucros e Dividendos ou por Aluguéis.

Pró-Labore é o termo que define o rendimento sobre o trabalho do sócio na empresa. Já Lucros e Dividendos são distribuídos entre os proprietários após todos os custos e despesas serem quitados.

E os Aluguéis são uma forma legal de poder transferir valores aos sócios ao evitar misturar as contas, mas este é um processo delicado que precisa ser acompanhado por profissionais da contabilidade para atender às exigências legais.

E então, vamos às dicas? Elas são baseadas em nossa expertise de mercado, junto a conteúdos compartilhados pelo Jornal Contábil e Sebrae.

1. Organize as finanças

A partir de um diagnóstico aprofundado das contas da empresa, é possível saber qual o lucro correto dos negócios, como seus gastos e despesas.

Então, verifique as suas despesas pessoais de forma separada, para otimizar esta organização. Para isso, lembre-se de utilizar ferramentas, tabelas ou softwares que contribuam com a visualização e registro dos dados.

2. Separe o lucro do negócio e do empreendedor

Listamos acima as formas como você pode ser beneficiado com o capital da empresa. Por isso, tenha o entendimento de que o lucro do negócio é um, e o seu, é outro.

3. Saiba como investir

Falando em lucro, é importante ressaltar que este valor deve ser investido na própria empresa, ou seja, em melhorias, ou como reserva do capital de giro.

Pense que ao utilizar o lucro empresarial para gastos pessoais, você está deixando de aprimorar pontos que refletem na sua lucratividade e, assim, perdendo ao invés de ganhar.

4. Separe as contas bancárias

Tenha uma conta corrente para você e outra para sua empresa. Isso contribui muito com a organização das finanças, principalmente para quem tem dificuldade em separar as contas.

Assim, fica mais fácil evitar uma prática muito comum, por exemplo, de usar o cartão da empresa para gastos pessoais. E ainda será muito assertivo para a declaração dos impostos.

5. Quando inevitável, registre corretamente

Em casos de emergência, quando você precisar usar o valor do caixa para gastos pessoais imprescindíveis, classifique-os corretamente. Ou seja, registre esta retirada como um valor transferido a você ou aos sócios. Assim, ao fazer a gestão do fluxo de caixa, ficará mais claro entender o uso desta quantia.

6. Digitalize as operações

A tecnologia é uma importante aliada de quem está buscando uma melhor organização. Por isso, ao contar com softwares que contribuem com a gestão, é possível agregar agilidade e acompanhar as informações com mais detalhes. Desta forma, fica mais fácil separar as contas e manter a rentabilidade.

Dica bônus para concluir seu aprendizado!

Esperamos que as informações compartilhadas aqui contribuam com a gestão das finanças da sua pet shop. Pois, ao separar as contas da empresa das pessoais, você trabalhará a contabilidade de forma muito mais simples, rápida e eficiente.

Para completar, apresentamos a você a nossa Planilha de Controle para Fluxo de Caixa em Pet Shops! Basta fazer o download gratuito do material para ter um bom controle de fluxo de caixa e melhorar a saúde financeira da empresa!

No votes yet.
Please wait...
Voting is currently disabled, data maintenance in progress.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *